Este Blog é contra o Bullying!!!

Bom dia a todos! Como estão? Estou bem, trabalhando bastante.
Hoje vou falar sobre um assunto que é preocupante o Bullying.
Recentemente li um post da Patricia Daltro ,onde o tema era Bullying, achei interessante e pedi autorização para divulgar, fui viajar e quando volto, vejo que a minha amiga Lola (quem tem amigo, não morre pagão), me indicou também para divulgar o assunto. Acho o tema atual e muito importante e serve para ajudar muitos a esclarecerem as dúvidas sobre o assunto.

[logoblogcontrabullying2.jpg]

Lola divulgou o selo e o ofereceu a mim com as seguintes regras:
 
1- Explicar o que é bullying.

O Bullying, termo , segundo o Wikipedia usado para descrever uma forma de assédio interpretado por alguém que está, de alguma forma, em condições de exercer o seu poder sobre alguém ou sobre um grupo mais fraco é, para os brasileiros, novo como nomenclatura mas antigo como prática. O ato de humilhar o outro por não se adaptar aos valores do grupo, por ser diferente em qualquer sentido ou qualquer outro motivo não é novidade para ninguém. Todo já ouvimos falar, vimos acontecer ou fomos vítimas deste tipo de abuso. Aos olhos de alguns, o bullying pode parecer apenas coisa de criança ou de indivíduos bem humorados, que gostam de fazer brincadeiras com seus coleguinhas. A verdade contudo, é que trata-se de um comportamento inaceitável , uma vez que atinge a vítima em seu íntimo e pode trazer consequências sérias.
 
Acrescento as seguintes informações, retiradas daqui.
 
O comportamento bullying pode ser identificado em qualquer faixa etária e nível de escolaridade. Entre três e quatro anos, podemos perceber tanto o comportamento abusivo, manipulador, dominador, quanto o passivo, submisso e indefeso. Porém, a maior incidência está entre os alunos de 3ª a 8ª séries, período em que, progressivamente, os papéis dos protagonistas se definem com maior clareza.
Estudos demonstraram que a média de idade de maior incidência entre os agressores, situa-se na casa dos 13 a 14 anos, enquanto que as vítimas possuem em média, 11 anos. Fato que vem a comprovar que os papéis dos protagonistas e as formas de maus-tratos empregadas se intensificam, conforme aumenta o grau de escolaridade.
Entre os adolescentes, uma prática que se torna comum, a cada dia, são os ataques virtuais, denominado de cyberbullying. É caracterizado pelo uso de ferramentas das modernas tecnologias de comunicação e de informação, principalmente através de celulares e da internet. Fofocas, difamações, fotografias montadas e divulgadas em sites e no orkut, seguidas de comentários racistas e sexistas, e-mails ameaçadores, uma verdadeira rede de intrigas, que envolve alunos e professores.
Geralmente, os ataques são produzidos por um grupo de agressores, reduzindo as possibilidades de defesa das vítimas. As estratégias de ataques, normalmente, são ardilosas e sutis, expondo as vítimas ao medo, à humilhação e ao constrangimento público. Os agressores se valem de sua força física ou psicológica, além da sua popularidade para dominar, subjugar e colocar sob pressão, o "bode expiatório". Entretanto, torna-se evidente entre eles a insegurança, a necessidade de chamar a atenção para si, de pertencer a um grupo, de dominar, associado à inabilidade de expressar seus sentimentos e emoções. Por isso, a escolha das vítimas, privilegia aquelas que não dispõe de habilidades de defesa.
Com o tempo, as vítimas se sentem solitárias, incompreendidas e excluídas de um contexto que prima pela inclusão de todos. As conseqüências do bullying incidem no processo de socialização e de aprendizagem, bem como na saúde física e emocional, especialmente das vítimas, que se isolam dos demais, carregando consigo uma série de sentimentos negativos que comprometem a estruturação da personalidade e da auto-estima, além da incerteza de estarem em um ambiente educativo seguro, onde possam se desenvolver plenamente. Em casos extremos, algumas vítimas executam seus planos de vingança, seguidos de suicídio.

2. Contar se você já passou por isso ou não.Se sim (e você estiver a vontade) conte sua historia . Caso contrário expresse sua opinião sobre o assunto:
Eu sofri um bullying velado, na verdade, houve uma época em que as meninas que se sentiam "ameaçadas" pela minha pessoa, começaram a me deixar de lado e fazerem com que o resto da classe tentasse fazer o mesmo, no inicio me senti só, nas aulas vagas não tinha com quem conversar, pois me isolavam, mas com o passar do tempo, comecei a ver que elas eram fúteis e nada tinham a acrescentar, e logo depois comecei amizades novas. Mas sofri muito no começo, ser rejeitada pelo grupo sempre é ruim.
Hoje me preocupo com a Gabi (11 anos) na classe a chamavam de japa, china, etc, e ela vinha chorando reclamar. Já falei para ela que ela deve ter orgulho de sua descendência, e ignorar os que a mal tratam, mas sei que nesta idade de auto afirmação é dificil. Mas como ela passou a ignorar os "apelidos", as crianças pararam, pois elas sócontinuam quando é dada importância para isso.
 
3. Divulgar o link do blog que deu início a circulação do selo.

4-Indicar mais 6 blogs que você acha que vão aderir a esta campanha.
Bianca - Bianca Bueno
 
Quanto mais gente se mobilizar, mais a violência tende sumir! Portanto, quem eu não listei aqui, fique a vontade se quiser divulgar a campanha ok? Quem eu indiquei para receber o selo, fiquem a vontade para aceitá-lo ou não, assim como passar adiante ou não.
 
Bjão e um ótimo final de semana

10 comentários:



Roberta M. disse...

Assunto de alta importancia, vou aderir sim, beijocas

Míriam Alves Corrêa disse...

eu também sou contra!!!
bjss

Betty Gaeta disse...

Oi Andrei,
Parabéns pela tomada de posição contra o bullying.
Eu vi vc no blog da Vero, com a Vero e a Fabi. Adorei ver as 3 juntas.
Bjkas e um ótimo final de semana para vc.

http://gostodistonew.blogspot.com/

Luciane Meira disse...

oi flor,
pra falar a verdade eu nao sei direito como faz esse negocio de blogagem coletiva mas, vale qqr coisa, posta uma fotinho segurando uma xicrim de cafe que eu saberei que tu estavas comigo ok?
bjs
lu

Sandra disse...

Esse assunto é de uma importância enorme! Vou aderir à campanha sim, de corpo, alma e coração.
Beijos e bom fim de semana

Adriana disse...

oi,LICA!!! Cheguei até aqui pelo blog da VERÔ!!! Sou sua nova seguidora!!! Ficarei honrada se me seguires tbém!!!
Sou prof e o bullying é nosso foco sempre!!! Olho vivo é nossa meta!!!

bjkas

Anita disse...

Oi Lica, já ao iniciar a leitura do post estava aderindo totalmente, embora avisos estejam sendo passados sobre os riscos de vírus... por se tratar de um assunto de extrema importância vou levar e divulgar sim. Mas como tem regras para dar continuidade e indicar outros blogs divulgadores, te peço só pra me dar uns dias pra fazer a postagem, ok? Bjs

Coração da Nena disse...

Andreia querida, excelente iniciativa de fazer essa divulgação tão importante, e que infelizmente muitas pessoas não levam a sério.
Fiquei feliz pela sua visita e a da Fabiana lá no cantinho da Verônica, ela é especial, não é?
Beijos carinhosos,
Nena.

Fabiana Tardochi disse...

Estou dentro, claro! O assunto é de extrema importância e quanto mais gente divulgar, maior probabilidade de resultado positivo teremos. Bjs

Anita disse...

Lica, consegui finalmente publicar sobre o Bullying!!! Acabei agora. Bjs