Blogagem Coletiva - Há amor em mim

 


    
                                                    


Quando vi o post da Elaine, cheguei a comentar com ela que eu tinha tantas histórias, que seria dificil escolher uma só....

Pensei em cada história de amor que já vivi e vivo, mas no final decidi por essa....

A rainha, há 36 anos, ela veio ao mundo, 1ªfilha, 1ª neta de um dos lados, veio ao mundo em um início de tarde de inverno, extamente às 13:13 hs. Seria um sinal? Quem pode saber?

Infância dificil, viu cenas que não gostaria de ver, amadureceu sem querer, mas o que fazer? Vivia muito só, em seu mundo de faz de contas, ninguém sabia o que passava em sua mente e muito menos em seu coração, se tornou altiva e rainha de si, será? 
Os pais e irmãos não a compreendiam. Sorria muitas vezes para não chorar, não sabia o que era dividir o choro e as angustias, nem tinha com quem fazer isso. Numa adolescência onde confiar no outro era dificil, veio a prova mais improvável de uma amizade que perdura até hoje, mesmo que a distância.
Em plena adolescência viu seu mundo girar, literalmente, virou de ponta cabeça, voou sem querer para o desconhecido. Um mundo novo e ao mesmo tempo frio e distante. Chorou de saudade dos parentes que ficaram, das amizades, chorou porque perdeu a liberdade. Na terra do Sol Nascente desembarcou, sem perspectiva, sem vontade, só pensava em ir embora.
O destino, mostrou a sua face pela primeira vez, a rainha encontra alguém que lhe parece o principe encantado que lhe apresentou o amor, onde achou que nunca encontraria. Paixão de adolescente? Amor? Sim, sentimentos que bateram a sua porta, enfrentou uma familia que não a queria nela e se casou. Achou que viveria o amor de forma plena e feliz....não foi bem assim. O principe, bem, ele virou sapo logo no início. O amor prometido, muitas vezes trouxe dor, decepção, infelicidade. Na verdade acho que não era amor...mas como saber disso e reconhecê-lo aos 18 anos?
"Por amor" a rainha aguentou muita coisa, até que 4 anos depois, conheceu o amor verdadeiro, em forma de uma pequena princesa que carregou no ventre por 9 meses, um amor sublime e puro, um amor incondicional e claro, um amor sem fim....um ano e meio depois outra princesa trouxe mais amor a este coração, um amor igual, mas ao mesmo tempo diferente.
O dia a dia estava ficando cada vez mais dificil, aquele amor de adolescente já não existia, não havia virado companheirismo, estava dificil viver dessa forma. Até que um dia, a menina-mulher toma coragem e sai do castelo com as duas princesas e decide retornar a sua origem, retorna ao "seu mundo", em busca de algo que lhe faltava. Mas o que ela não sabe é que a história ainda não acaba ai, o principe que não era principe não quer viver só e vai atrás delas e pede mais uma chance...e ela, acaba cedendo, pois a familia apoia o principe sapo.
Ela decide retomar os estudos e redescobre o amor pelos livros e pela informação, termina o 2º grau, sai em busca de novos rumos para a vida. Começa a trabalhar e a perceber que ela tem valor, inicia-se ai um amor diferente, ainda tímido, mas que nasce dentro de si...o amor por si, por sua pessoa, esse amor a faz descobrir novos horizontes, caminhos que até então ela não havia percorrido, começa a cuidar da aparência, querer mais para si e para suas princesas.
O amor aos estudos a faz ingressar na faculdade de administração, mas mesmo amando estudar, ela percebe que a administração não é o seu amor...neste mesmo tempo o castelo desmorona e ela resolve dar um basta na vida com o principe sapo. Ele reluta é claro, mas ela firme dá um basta em uma situação que já perdurava 10 anos....
Ela, sozinha, se dislumbra com o mundo novo que esta à sua frente, se descortinam emoções, anseios e vontades. Ela se ama cada vez mais, se redescobre mulher e redescobre o mundo e a liberdade.
Quando ela menos espera se depara com um cavalheiro que lhe provoca os sentidos e sempre que se veem o frio na barriga é inevitável, começa a descobrir um mundo novo e colorido, muito diferente do que conhecia, um mundo mais leve se descortina em sua frente, seria porque ele é mais novo que ela? Seria porque ele a trata como uma verdadeira rainha? Ou porque ela se conhecendo se permite viver coisas que até então não sabia existir? Será? Será?
Enfim, o cavalheiro, conhece as princesas e oferece a elas um reino novo...e lá vai a rainha, com suas princesas viver em um reino novo com o cavalheiro. No inicio, tudo são flores, o amor que despertou a rainha, traz também para ela uma faceta desconhecida por ela...o ciúmes, ela não entende a jovialidade e o jeito carismático do cavalheiro e depois de alguns desentendimentos, o cavalheiro já não quer mais viver ao lado da rainha e busca a sua liberdade.
A rainha sofre, chora, sente raiva, não entende, pois nunca havia entregado seu coração desta forma, e ninguém nunca havia lhe dado um pé na bunda, a rainha adoece e esquece de si e de suas princesas, perde o amor próprio. Vai até o fundo do poço, quando descobre que o cavalheiro lhe trocou por outra, mas decide ressurgir das cinzas como uma Phoenix e decide girar a roda da fortuna para que possa ficar por cima novamente. E gira....a rainha aprende a ouvir seu coração e seus instintos, se arruma, arruma fãs e pretendentes, mas seu coração ainda não esta pronto. A rainha trava lutas diárias e vai conquistando espaço, começa a perceber porque veio ao mundo. Ela veio ao mundo para ser feliz e nada mais.
Buscando a felicidade a rainha conhece novas oportunidades e pessoas que sempre farão a diferença em sua vida a partir daquele momento, mas não consegue apagar do seu coração o cavalheiro que saiu de sua vida e ouvindo a vontade do seu coração, decide lutar para ter o coração do cavalheiro de volta. Eles se reencontram, ela perde uma batalha mas não se entrega, mostra suas armas e lança de todas as estratégias para mostrar ao cavalheiro que a felicidade só será possível ao seu lado...ele a principio não acredita, reluta, se esconde atras de outros braços, até que um dia a rainha lhe dá um ultimato. "Decida-se cavalheiro, ou você assume que me ama e me assume como sua rainha, ou poderá passar a vida inteira na dúvida sabendo que assumiu um mundo que não o faria feliz."
O cavalheiro pede um tempo para a rainha, que mesmo com muito medo do que possa ouvir, assume o risco, e com o coração na mão aguarda a semana mais longa de sua vida, até que uma semana depois o cavalheiro volta e diz que nunca foi feliz longe da rainha, assim, eles se casam, iniciam uma vida nova onde um pequeno princípe vem coroar a vida da rainha e mostrar a ela que não basta ter todo o amor do mundo se não for capaz de assumir o seu amor próprio, pois sem ele não há amor externos que perdure.

Hoje, a rainha pode dizer que há muito amor dentro dela, este amor é multifacetado, pois há o amor pelo cavalheiro, que é maior hoje, pois ela soube reconquistá-lo, há o amor pelas princesas e principe, que é um amor só, mas ao mesmo tempo tão diferente, amor pelos amigos e parentes, mas nada disso é possível sem o amor próprio, aquele que ela tem por si e dentro de si.

Há muito amor em mim e em você?

Se você que ver mais histórias de amor, vá até o blog da Elaine Gaspareto que você encontrará diversas formas de amor.

Por hoje é isso, beijos e um ótimo dia!

25 comentários:



Ana Maria Braga disse...

gosto de historias de amor. Principalmente com final feliz.
Um ótimo dia. Bjs

Fabiana Tardochi disse...

BRAVO!!!!
Eu já conhecia um pouco da sua história, mas assim com emoção, con detalhes e principalmente com a confiança que vc tem em si. A história ficou linda e me arrancou lágrimas...a vida não é fácil , mas a gente precisa primeiro se amar para poder resolver tudo mesmo.
Um beijo

Adriana Balreira disse...

Adorei te conhecer um pouco mais. Essa blogagem está cheio de histórias de amor lindas. A sua mostra o quanto vc ama a si mesma para ir a luta do seu grande amor. Parabéns!
Beijos
adriana

Valéria Benites disse...

Adorei a forma como escreveu, Lica!
Linda história!!
Bjos, Val

Marcia disse...

Oi Lica, vim retribuir a visita, adorei então estou te seguindo.
Muito bonita sua história e que bom que percebeu que tem que se amar ... sabe eu sempre digo se não me amar quem vai me amar e como vou conseguir amar alguém se não amo nem a mim mesma?
Parabéns pelas lutas e conquistas !!!
Beijo no coração
Marcia

Dona Amélia disse...

Como foi bom te conhecer um pouco mais aqui, Lica! E você, com todo seu relato, só me fez acreditar ainda mais que a vida da gente é como a jornada do tarot, vivenciamos o louco, a temperança, o enforcado a morte, giramos a roda da fortuna, temos o encontro dos enamorados, a lua aparece, mas o sol sempre brilha, seja no julgamento ou no fim da jornada! ;oD
E assim como Deus trouxe seus milagres até mim nas horas mais acertadas, o mesmo Ele fez por ti...
Também estou emocionada com tudo o que li de ti lá no Dª Amélia e aqui...

Xerinhos e muito mais amor pra ti, linda!
Paty

Lola disse...

Viajei contigo Andreia e vc soube descrever na sua própria histórias as inquietações e dúvidas que temos com o amor. Que bom que essa história de coragem e luta, acabou em um final feliz! Sabemos que haverão outros trechos da mesma...felizes e outros nem tanto...mas é tão bonito pensar que você mesma é que escreve sua história dia a dia que definitivamente o final dela não importa, não é mesmo?

Bjs

Josiana Leite disse...

Prazer vir aqui e ler um texto tão bom, linda história Rainha, grande abraço.

Fernanda Reali disse...

amo contos de fadas com finais felizes!
beijooooo

Neli Rodrigues disse...

Que fábula linda!
Gosto de contos de fada em que a mocinha é batalhadora e vai a luta, assim como na história que vc contou.Bjs♥

Liliane de Paula disse...

Põe um pouco de amor em tudo que precisa. E tudo fica melhor do que parece.

Ju Ramalho disse...

Eu conhecia um pouco da sua história, pois vc havia me falado, mas adorei ler assim como um conto!

Vc é uma pessoa super guerreira e centrada acima de tudo. Hoje colhe os frutos que seu coração plantou!

Seu amor por vc mesma venceu e hj é exemplo pra muita gente!

bjo grande! te gosto muito mesmo a gente não se esbarrando muito, pois tenho ficado afastada da net um pouco, mas no blog estou sempre.

bjo

Coração da Nena disse...

Andreia querida,
Que Deus continue abençoando a sua história e capacitando vc a vencer TODOS os obstáculos que se apresentarem no dia-a-dia.
Bjs carinhosos,
Nena.
www.coracaodanena.blogspot.com

Renata disse...

Oi Lica!
Mesmo já conhecendo um pouco a estória...adorei lê-la em forma de conto de fadas!
Só posso dizer que espero que Deus continue abençoando essa princesa para que ela continue lutando por sua felicidade.
Beijos, Renata
palpitandoemtudo

Orvalho do Céu disse...

Minha flor
O amor nos faz crescer em todos os níveis do nosso ser...
Há amor em mim
Há amor em ti
Há amor em nós
Bjm de paz

Drinha... disse...

Andreia!!!!

Que linda sua história!!!!Me identifiquei muito com td que vc escreveu!!!!

Eu tb tive que ir ao fundo do poço pra descobrir que o amor próprio é essencial nas nossas vidas!!!!!

Pra ficar mais parecida com o seu final feliz preciso de um príncipe tb!!!!

beijos

Iara disse...

Minha linda amiga, que história de amor comovente essa, é verdade, enquanto não nos amarmos ninguém nos amará.
E quanto mais amor por nós existir em nós mesmos, maior será o amor que receberemos dos outros.
Que bom que o sapo virou principe novamente, a rainha arrumou o castelo e vivem todos uma linda história de felicidade.
Beijos querida

Bel Rech disse...

Fiquei emocionada!!!Pela rainha e as princesas...Um lindo final de história...
Paz e bem

Patricia Daltro disse...

Doloroso conto de fadas, onde a rainha precisou ir tão fundo dentro dela mesma para refazer seus próprios passos e reescrever sua história.
Que bom que o final foi feliz e que seja para toda a eternidade.

Anônimo disse...

Nem sempre cavalheiro, mas na medida do possível...
Essa Rainha sempre despertou um friozinho , aliás, um FREEZER na barriga quando eu lhe via, não há palavras para completar tudo isso, já que há quase 8 anos faço parte desse conto.
TE AMO MINHA RAINHA !!!

LILIANE disse...

oi flor
olha só.
já tentei deixar o meu bilhetinho aqui mas o comentário não ía.
Acredito que você deve ter uma grande alegria por ter sido firme na hora certa, hoje você tem um relacionamento amadurecido e forte.
Cresceu e fez crescer.
que bonito....
parabéns pelo amor que há em você

Vanessa disse...

Chegando atrasada, mas ainda é tempo, para conferir sua postagem na coletiva da Elaine. Só com amor se supera a adversidade, bela história.

Abraço

Elaine Gaspareto disse...

Andréia,
Você soube descrever os sentimentos que tantos de nós temos enquanto avançamos pela via afora.
Meio prosa, meio poesia...sensível e delicado.
Muito obrigada por participar!

E ainda com declaração de amor linda e apaixonada! Eita coisa boa, Rainha!

Beijosssssss

Helena Silva disse...

Cheguei de carona no post da Elaine hoje, atrasadissíma, mas valeu a pena, Que linda sua história, amei. Não conseguia para de ler. Parabéns por sua coragem e determinação.
Beijos
Lena

DULCI disse...

ANDREIA, PASSEI PARA CONHECER O BLOG . LINDA HISTORIA. FELICIDADES!