História do mobiliário - Renascimento

Bom dia, hoje é dia de contar um pouco da história dos móveis da época do renascimento, vamos viajar no tempo?

O MÓVEL DO RENASCIMENTO


O período do Renascimento é uma época de afirmação de conceitos novos no mobiliário. A casa deixa de ser concebida apenas como a habitação, adquirindo o sentido de residência. Com isto, os móveis deixam de ser peças descoladas da arquitetura; tornam-se parte dos interiores, integrando o planejamento arquitetônico.

 

RENASCENÇA ITALIANA


A primeira inovação nos móveis do renascimento italiano foi a arca de madeira decorada, muito elaborada, denominada “cassone”, geralmente usada como presente de casamento, com enxoval e pertences bem guardados. Era um móvel bastante trabalhado e ornamentado, com entalhes, cenas pintadas com temas ligados à Antigüidade

 

                                                     

 

Cassone

                                   

 

Cadeira Savanarola : invenção italiana da cadeira dobrável.

                                             

 

RENASCENÇA ESPANHOLA


O Renascimento adquire algumas particularidades, como a marcante influência árabe na Espanha, como os delicados desenho em azulejos e couros e a combinação de madeira e metal, continuaram bastante populares durante os séculos XVI e XVII. Durante o século XVI, a principal contribuição espanhola à história do mobiliário foi a criação de um tipo de móvel chamado “bargueño”, composto por uma arca de tampa frontal com várias gavetas sustentadas por um armação.

 

                                                 

 

Bargeño

                                                

 

 

MÓVEL BARROCO


O desenho de estilo barroco é mais evidente no mobiliário do final do século XVII.

O Barroco caracteriza-se, na decoração e no mobiliário, por um contraste entre ostentação e  austeridade. De um lado, o luxo dos embutidos e dos dourados na mobília, com trabalhos executados por profissionais habilidosos. Do outro, a austeridade de algumas peças, de interiores e da decoração que lembram ainda o período medieval.

 

             Desenhos geométricos esculpidos e colunas retorcidas.            

                                                    

 

Cadeiras barrocas: modelo espanhol com braços que terminam em grandes volutas

                                                   

ROCOCÓ FRANCÊS

 

O Rococó começou na França a partir do reinado de Luiz XIV e teve seu ápice no de Luis XV. A versão francesa desse estilo abarcava ambiciosos projetos com grande variedade de materiais, que requeriam grande habilidade de seus construtores. Se caracterizava por formas complexas e sinuosas que se curvavam em todas as direções. Os pés das mesas e cadeiras, em forma de coluna, foram substituídas por formas de animais, com grande variedade de curvaturas.

 

Fauteil (1753). Madeira dourada e entalhada

                                                  

                                   

 

ROCOCÓ INGLÊS


O Rococó inglês foi muito mais sóbrio. As incrustações eram bem menos utilizadas devido à preferência por madeiras finas, como a nogueira. Os projetistas ingleses, e seus seguidores, introduziram pés em forma de “S”, com pés de garra e bola, para as mesas, cadeiras e cômodas, cuja inspiração adveio de peças de bronze chinesas, denotando a popularização do design oriental.

 

                                               

 

Inspirações orientais nos acabamentos.




Por hoje é isso, espero que tenham gostado.

 

Beijão e um ótimo dia!                                           


 


11 comentários:



Coração da Nena disse...

Andreia querida, estou indo hj pra sua terrinha e voltarei no domingo.Advinha: show da Shakira, hehehe...Trabalho e lazer,só 2 sexta e sábado por aí, pois a gente gasta um dia p ir e outro p voltar. É amiga, o Acre é longe!
Beijos carinhosos,
Nena.
www.coracaodanena.blogspot.com

Joart Flores disse...

Que aula!!! Adoro cultura, adoro decoração,adoro aprender.
Belo post! Obrigada por compartilhar
Beijinhos, com carinho

Roberta M. disse...

Adorei, agora, fora o rococó ingles, o resto eu gosto até hoje rs,bejiocas e continue com suas aulitas

Valéria Ferreira Bernardo disse...

Amei, queria ter uma peça dessas em casa,acho super legal as peças barrocas, tb gosto de transformar moveis velhos em novos, acho bem legal.bj

Renata disse...

Oi Lica!
Mais uma vez, obrigado pela aula. Não sou muito chegada a móveis muito rebuscados, poucos destes caem no meu gosto, mas gostei muito dessa que me parecer ser uma escrivaninha em rococó inglês.
Beijos, Renata
palpitandoemtudo

Ale Quejinho disse...

Que delicia de aula, saber sempre é bom.
Obrigada pelos lindos comentarios no bloguinho.
Ale

Liliane de Paula disse...

Até acho esse móveis bonitos. Mas qdo penso no trabalho de limpar, vira feio.

A Designer de Joias disse...

Oi Lica ,vim convidar você para participar e divulgar (caso ache interessante, é claro) a promoção que A DESIGNER DE JOIAS fez em parceria com a AMIGA DA MODA, pois divulgando você terá maiores chances de ganhar....
Venha conhecer as Joias que fazem parte da promoção.....Espero por você!!!

Amei seu Blog e já sou sua seguidora. Bjos

Fabiana Tardochi disse...

Eu gosto muito dos rococós. Lembra um ppouco casa de vó. Pelo menos as minha:)
Beijos

Sandra Portugal disse...

Nossaq, adorei a matéria, adorei esse tema! Preciso mesmo aprender muito a respeito de história de arquitetura, de decoração, de mobiliária, área de conhecimento que não domino. obrigada bjs Sandra
http://projetandopessoas.blogspot.com//

ritacpimenta@ig.com.br disse...

Fantástica sua matéria, parabéns. Eu sou uma felizarda, tenho peças nesse estilo, é um sonho!!!!